A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA

A participação da família na rotina escolar dos filhos é a base para que o processo de ensino e aprendizagem seja bem aproveitado.

E você pode estimular esta aproximação com algumas atividades.

A partir do trabalho feito com a horta (sugestão que está no Caderno de Apoio Pedagógico), resgate o tema da alimentação. Dê aos alunos algumas sementes para que plantem em casa e peça para compartilharem os resultados numa roda (que pode ser semanal ou mensal).

Um site interessante é este:
http://www.turminha.mpf.gov.br/para-o-professor/para-o-professor/publicacoes/Manual-da-horta.pdf
Além de ensinar a fazer uma horta, traz uma série de conteúdos sobre os alimentos que podem ser cultivados; apresenta dicas para uma alimentação saudável e propõe atividades e maneiras diversificadas de consumir os alimentos.

Combine (aulas de???) culinárias com a turma (se for possível, cada aluno pode trazer um ingrediente). Se a escola não puder disponibilizar a cozinha, busque receitas que não precisam de forno.

Para envolver os pais, cada aluno pode ficar responsável por trazer uma receita da família e vocês podem usar isso como pretexto para conversar sobre as origens dos familiares, as tradições de cada casa, cada cidade, país, entre outros temas.

Outra atividade interessante é pedir aos alunos que tragam um objeto de casa. Algo que represente a família, que os faça lembrar alguma coisa (ou momento) em especial. Uma roda de apresentação dos objetos pode ser feita. Se tiverem bastante tempo, você pode começar sugerindo que os objetos sejam colocados todos no centro da roda (chão). Cada aluno deverá pegar um objeto de que gostou (não pode ser aquele que trouxe). Na sequência, cada um fala porque gostou daquele objeto e, em seguida, o “dono” do objeto conta o seu real significado.

Conversar sobre as diferentes configurações familiares e os costumes de cada um ajuda os alunos a entenderem uns aos outros. O que aumenta o respeito entre a turma, a aceitação do que (e quem) é diferente e a sensação de pertencimento ao grupo.

Você também pode sugerir atividades que peçam a participação ativa dos pais e responsáveis. Por exemplo, a criação coletiva de títulos. A turma pode escolher algumas fotos por semana (recortadas de jornais ou revistas). Cada aluno leva uma figura para casa e, com a ajuda dos familiares, cria um título para a imagem. Ao final da semana, um mural com as fotos e os títulos pode ser montado na sala. Além de fazer com que pais e filhos trabalhem juntos, você vai estimular a curiosidade dos familiares em relação ao que acontece na escola. Se desejar complementar a atividade, pode pedir aos alunos que criem histórias a partir das fotos e dos títulos expostos no mural. Para encerrar, ainda pode deixar que os alunos levem as histórias para casa.

Aos poucos, os alunos perceberão que os muros que separam a escola de suas casas ficam cada vez mais baixos. E que o processo de ensino e aprendizagem não se limita a um local ou a um grupo de pessoas. Ele pode acontecer a qualquer momento, e de diferentes maneiras.

O importante é estar atento e aberto ao que acontece ao redor!

 

VOLTAR