Bairro Escola

BAIRRO-ESCOLA

Ampliar os limites da escola é uma ação que pode ser feita virtual ou pessoalmente. Basta acreditar que as produções, as ideias e as ações podem se abrir à comunidade local e vice-versa.

Isso significa que a sua escola pode se beneficiar de tudo o que está ao redor: espaços públicos, pessoas, centros culturais, etc.

Os comerciantes, os moradores, as outras instituições da sua região podem se abrir às atividades do currículo escolar. Isso já acontece em alguns lugares, e as experiências mostram como todos ganham com a mudança de atitude. Os alunos sentem que conhecem o bairro e são reconhecidos pelos adultos. Estes últimos, por sua vez, fazem parte do círculo de pessoas que se sentem responsáveis pelas crianças da região. O bairro e mesmo a cidade, aos poucos, transformam-se num espaço mais acolhedor, educador e acessível.

Algumas escolas e instituições participam de movimentos denominados Bairro-Escola, ou Bairro Educador. Nestes projetos, os comerciantes, as escolas e as famílias de cada região se unem pela formação complementar das crianças e dos adolescentes e pela promoção de momentos de aprendizagem não só nos espaços considerados “oficiais”. Veja algumas destas instituições :

- Associação Cidade Escola Aprendiz (www.aprendiz.org.br)
- Projeto Nossa Barra (www.nossabarra.org.br)
- Prefeitura de Nova Iguaçu – RJ (www.bairroescola.novaiguacu.rj.gov.br)
- Prefeitura de Belo Horizonte – MG (http://portaldoprofessor.mec.gov.br/conteudoJornal.html?idConteudo=515)

Para complementar o trabalho com a sua turma, depois de se debruçar sobre o mapa da região de sua escola (atividade sugerida no Caderno de Apoio Pedagógico), você pode incentivar os alunos a conversarem com as pessoas: uma pesquisa de satisfação sobre o bairro, uma atividade que resgate a história do bairro (pode ser a elaboração de um vídeo; requer pesquisa, entrevistas e roteiro. Uma ótima forma de continuar no processo de incentivo à leitura).

Também podem fazer uma exposição fotográfica da região (resgatando fotos antigas com os moradores e comparando com as fotos atuais, por exemplo). E, outra sugestão é fazer uma série de intervenções artísticas no quarteirão.

Algumas escolas (e grupos organizados) criaram blogs para contar o que acontece em suas respectivas regiões e também as atividades interessantes que fazem nas aulas. Muitos destes blogs estão reunidos num portal chamado Palco Digital (www.palcodigital.org), feito pelo Instituto Faça Parte, e que foi reconhecido pelos Ministérios da Cultura e da Educação como uma prática de democratização da cultura e da educação por todo o Brasil.

Aproveite estas referências para fazer a rotina de sua turma se integrar ao que acontece na cidade! Descubra as atividades feitas por outras escolas e compartilhe as descobertas de seus alunos na seção Mural das Escolas.

 

VOLTAR